6 tipos de negócio para você ficar de olho em 2021

  • novembro 27, 2020

Você tem vontade de empreender, mas não sabe por onde começar? Fazer pesquisas no mercado, entender as mudanças no comportamento do consumidor e conhecer mais as tendências dos próximos anos são alguns dos passos essenciais para quem deseja ter sucesso.

Nesse post, reunimos 6 tipos de negócios bastante promissores para você ter mais atenção em 2021: são oportunidades de você tirar o empreendimento do papel e garantir retornos mais lucrativos. 

Apesar da crise econômica e política que o país está passando neste período de pandemia do novo coronavírus, alguns segmentos estão conseguindo ter melhores resultados e alcançando mais clientes.

Quer saber quais são as possibilidades ideais de empreendimento para investir? Continue a leitura desse texto com a gente para descobrir 6 ideias de negócios e começar a empreender o quanto antes. Vamos lá!

Quais são as tendências no período da pandemia?

Antes de saber quais são os negócios mais rentáveis no ano de 2021, é importante saber mais sobre o que mudou no período da pandemia do novo coronavírus, a fim de identificar mudanças de hábitos e consumo adotadas nesse momento.

As medidas de isolamento social, que foram adotadas com o intuito de evitar o aumento do contágio, fez com que diversas empresas procurassem inovar em seus processos, buscando outras formas de vender e alcançar o seu público para além dos espaços físicos.

De acordo com Rohit Bhargava, curador de tendências e fundador da Non-Obvious Agency, algumas tendências devem ser consideradas ao planejar as estratégias a partir de então. Confira cada uma delas a seguir:

Empatia

Neste período tão difícil, em que as pessoas têm resolvido quase tudo de suas vidas por meio de telas, mantendo o distanciamento social de pessoas e aglomerações, é preciso humanizar o atendimento da sua marca e ter mais empatia para conseguir dialogar com seu público.

Aprendizado à distância

Muitas pessoas já buscavam atualizar seu conhecimento antes da pandemia, mas a busca por aprender aumentou ainda mais ao longo desse período. Várias empresas ofereceram cursos online gratuitos ou capacitações rápidas, e isso repercutiu positivamente.

Sensação de nostalgia

A procura por objetos que remetem ao passado, sem conter os avanços da tecnologia do mundo que vivenciamos hoje, também teve bastante procura durante o período de quarentena.

Produção local, orgânica e artesanal

Os pequenos negócios locais ganharam mais visibilidade, se destacando em sua própria comunidade ou região, com produtos realizados de forma natural, simples e artesanal.

Ética e sustentabilidade

Ao ver as mudanças climáticas e as ameaças que o meio ambiente vem enfrentando, os consumidores perceberam a importância de exigir mais responsabilidade social e ambiental das empresas, como uma forma de preservar a natureza e adquirir um consumo mais sustentável a longo prazo.

Pronto, agora que você já sabe quais tendências merecem ainda mais sua atenção a partir de agora, é o momento de conhecer quais são os negócios promissores para 2021. Prossiga na leitura e descubra nos próximos tópicos!

1.Ramo alimentício

Se alimentar é uma das necessidades mais básicas de todo ser humano, e o ramo da alimentação foi um dos que mais se destacou ao longo da pandemia. 

 

Tanto para quem quer começar um empreendimento quanto para quem deseja mudar de segmento, investir na venda de alimentos é sempre uma ótima escolha.

Segundo pesquisa do IBGE, o consumidor brasileiro gasta quase 25% de sua renda com alimentação fora de casa e, com a pandemia, houve um crescimento constante de pedidos de alimento. 

De acordo com uma pesquisa realizada pela Mobills, mais de 160 mil usuários do aplicativo constatou que os principais gastos foram com aplicativos de delivery de comida.

Seja para restaurantes ou vendas online e delivery de alimentos, esse ramo oferece uma extensa lista de nichos: marmitas, pizzas, hambúrgueres, sanduíches naturais, sobremesas, bolos, gastronomia internacional, culinária regional e muitas outras.

Algumas tendências do ramo de alimentação que vale a pena ficar de olho são: alimentos orgânicos, tipos de pratos para quem tem alguma restrição alimentar, opções leves e saudáveis. 

2.Brechós 

Com o aumento da busca por produtos vintage – ou que remetem a períodos do passado – peças sustentáveis e atenção aos pequenos negócios, o consumo em brechós também cresceu.

Para além da venda de roupas – que, muitas vezes, passam por um processo de upcycling – os brechós também podem trocar ou vender outros tipos de produtos, como livros, peças de decoração, acessórios, fotografias, pinturas e até móveis também, alcançando vários tipos de públicos.

3.Serviços e produtos de beleza

De acordo com uma pesquisa da Euromonitor International, noticiada pela Forbes, o Brasil é o 4º maior mercado de beleza e cuidados pessoais do mundo, e segundo um relatório da Research & Markets, o valor desse mercado pode chegar a US$ bilhões no ano de 2023.

 

O setor de beleza sempre passa por diversas transformações, lançando novidades frequentemente, e ampliando as oportunidades para quem trabalha com empreendimentos desse ramo.

Algumas tendências para esse setor são: serviço de beleza em domicílio, lojas online de produtos de cuidados pessoais, e cosmetologia natural e sustentável.

4.Mercado pet

Apesar da crise ao longo da pandemia, o mercado pet teve um crescimento considerável neste ano de 2020. De acordo com dados do Instituto Pet Brasil, as empresas desse setor tiveram aumento na venda de ração, sendo esta impulsionada principalmente pelo mercado eletrônico no país.

 

Apesar da ida aos petshops, para fazer banhos e tosas nos animais, ter diminuído, os donos de pets passaram a prestar mais atenção no dia a dia dos bichinhos: aumentando não somente a venda de ração, mas também a de brinquedos, produtos para cuidados e acessórios para o dia a dia.

Nesse período de distanciamento social, a adoção de animais também aumentou, o que contribuiu para impulsionar ainda mais o mercado pet.

5.Criação de infoprodutos

Além de aulas particulares, a criação de infoprodutos também é uma ótima opção para quem deseja começar a empreender e obter bons retornos no mundo dos negócios online.

Dessa forma, você pode oferecer cursos online, videoaulas gravadas, e-books, infográficos e até clubes de assinaturas com conteúdos temáticos, em que você oferece o serviço, apresentando conhecimento sobre algum assunto ou área, e pode obter lucros de onde estiver e a qualquer momento.

6.Loja virtual

Com as medidas de isolamento social ao longo da quarentena, a expansão do e-commerce bateu recorde neste ano de 2020, obtendo crescimento de 40,7% ao ano, de acordo com a pesquisa Perfil do E-commerce Brasileiro, realizada pelo PayPal Brasil e BigData Corp.

Muitas empresas passaram a investir em loja virtual, para manter as vendas e alcançar seu público, e as que já possuíam e-commerce conseguiram resultados melhores de forma ainda mais rápida e eficaz.

Segundo um estudo da IDC – International Data Corporation – 52% dos brasileiros entrevistados pretendem fazer mais compras online. O e-commerce não apenas permite a venda de produtos ou serviços online, em qualquer lugar e qualquer hora, mas também aumenta a visibilidade da marca e garante mais segurança aos clientes.

Ao que tudo indica, o e-commerce está se solidificando cada vez mais no Brasil e tende a crescer ainda mais nos próximos anos.

E aí, já sabe em quais tendências e segmentos investir mais no próximo ano, que já está chegando? Esperamos que esse post tenha ajudado você a ter mais insights e, assim, ampliar a sua visão de oportunidades de negócios para 2021.

Continue acompanhando o nosso blog e confira todas as novidades pelas nossas redes sociais: Facebook, Linkedin e Instagram.

× Como posso te ajudar?