IRPF 2019 você está preparado para acertar as contas com o leão?

A RFB do Brasil em publicação no Diário Oficial da União desta sexta-feira 22, dirimiu as regras para a declaração do Imposto de Renda de 2019, referente ao exercício de 2018.
 
Vamos aos principais pontos:
 
1 – Quem está obrigado a declarar: trabalhadores que receberam rendimentos tributáveis maiores que 28.559,70 reais na soma do ano de 2018;
 
2 – Quem recebeu rendimentos isentos (não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte), cuja soma foi superior a 40.000 reais no último ano;
 
3 - CPF dos dependentes - A partir deste ano, os contribuintes precisarão informar o CPF de todos os dependentes no Imposto de Renda. É recomendado que o contribuinte providencia o documento antes de março;
 
O cadastro de menores de 16 anos pode ser feito no Banco do Brasil, na Caixa Econômica Federal e nos Correios, sob o custo de 7 reais. Não existe idade mínima para inscrição no CPF, e o número é emitido imediatamente.
 
Comentários do Professor Claudio Rufino
 
Senhor Contribuinte, é hora de arrumar a papelada para o IRPF 2019, nesse momento procure separar:
 
Informes de Rendimentos:
Informes de Rendimentos de instituições financeiras, inclusive corretora de valores;
Informes de Rendimentos de Salários, Pró Labore, Distribuição de Lucros*, aposentadoria, pensões, etc;
Informes de Rendimentos de aluguéis móveis e imóveis recebidos etc.;
Informações e documentos de outras rendas percebidas no exercício de 2017, tais como doações, heranças, dentre outras;
Livro Caixa e DARFs de Carnê-Leão;
Informes de Rendimentos de participações de programas fiscais (Nota Fiscal Paulista, Nota Fiscal Paulistana, dentre outros).
 
Bens e direitos - Documentos comprobatórios da venda e venda de bens e direitos ocorridas em 2018.
 
Dívidas e ônus - Documentos comprobatórios da aquisição de dívidas e ônus no ano de 2018.
 
Rendas variáveis - Controle de compra e venda de ações, inclusive com a apuração mensal de imposto(indispensável para o cálculo do Imposto de Renda sobre Renda Variável);

DARFs de Renda Variável.
 
Pagamentos e deduções efetuadas - Recibos de Pagamentos de Plano de Saúde (com CNPJ da empresa emissora);
Despesas médicas e odontológicas em geral (com CNPJ da empresa emissora);
Comprovantes de despesas com educação (com CNPJ da empresa emissora, com a indicação do aluno);
Comprovante de pagamento de previdência social e privada (com CNPJ da empresa emissora);
Recibos de doações efetuadas;
Recibos de empregada doméstica (apenas uma), contendo número NIT;
Recibos de pagamentos efetuados a prestadores de serviços.
 
Separar também informações gerais:
 
Nome, CPF, grau de parentesco e data de nascimento dos dependentes;
Endereços atualizados;
Cópia completa da última Declaração de Imposto de Renda Pessoas Física entregue;
Dados da conta para restituição ou débitos das cotas de imposto apurado, caso haja;
Atividade profissional exercida atualmente.
 
Não perca o prazo e fique em dia com o leão!!!

Voltar

Compartilhar

Todos os direitos reservados ao(s) autor(es) do artigo.